Lovebirds no Pacific Northwest Ballet

Neste mês de São Valentim, aproveite o história de amor de n ewlyweds Emma e Price Suddarth…

Por Chelsea Thomas de Dance Informa .

concours de danse appel ouvert 2016

Tudo começou em setembro de 2009, quando a nativa do Kansas, Emma Love, fez par com a nativa de Indiana Price Suddarth para um número de grupo no Pacific Northwest Ballet. Romeu e Julieta . Emma, ​​que havia sido recentemente promovida de aprendiz para o corpo de balé, estava determinada a completar um levantamento designado quando algo aconteceu que ela provavelmente nunca esquecerá.



“Durante uma apresentação, [Price] me jogou em um elevador e minha mão escorregou e de alguma forma acabei dando um tapa na cara dele”, Emma relembrou com uma risada. “Ainda não conseguimos descobrir exatamente como isso aconteceu. A elevação foi perfeita durante todos os nossos ensaios. ”

Na época, Price era aluno da Pacific Northwest Ballet School, ainda não era membro da empresa. Ele lembra: “Não disse nada sobre a bofetada no início porque ela era membro da empresa e eu não”. Mas Emma se sentiu péssima, então ela fez questão de se desculpar mais tarde nos bastidores. Price diz: “Ela me agarrou mais tarde e se desculpou, o que, claro, resultou em meses de comentários sarcásticos de minha parte”.

Casamento de bailarinas

As dançarinas do Ballet do Noroeste do Pacífico Emma Love Suddarth e Price Suddarth se casaram em 16 de agosto de 2013 em Bonney Lake, Washington. Foto © Corliss Photography.

Agora, o que começou com um tapa acidental no rosto terminou com as mãos cruzadas e o coração do casamento. Depois de namorar por dois anos, Price, que na época era membro da empresa, pediu a Emma em casamento. Eles se casaram no verão passado em 16 de agosto na The Kelley Farm em Bonney Lake, Washington.

Ao refletir sobre seu relacionamento, ambos dizem que primeiro realmente se conectaram durante Quebra-nozes estação. Emma explica: “Atuando em O Quebra-nozes juntos, tivemos bastante tempo de inatividade nos bastidores. É uma sequência de mais de 40 shows e, na maioria deles, os dançarinos estão esperando nos bastidores ... então realmente nos aproximamos durante esse tempo. ”

Price disse que primeiro se sentiu atraído por Emma por causa de seu senso de humor. “Achei ela muito engraçada. E como dançarina, era muito bom poder sair à noite e apenas jogar videogame no meu Wii. Nós apenas brincávamos e nos divertíamos ”, lembra ele. “Foi muito revigorante estar com alguém que entendia de balé, mas não falava sobre balé o tempo todo.”

A dupla corps de ballet foi contratada em novembro de 2012. Price preparou-se para fazer a pergunta, primeiro desenhando seu anel com um joalheiro local. Em seguida, ele pesquisou pontos locais que forneceriam privacidade, já que ele sabia que Emma não queria uma proposta pública.

Emma lembra que ele foi muito inflexível sobre sair para almoçar naquele dia, o que era estranho, já que ela “sempre fora a planejadora” do relacionamento deles. Depois de convencê-la a ir, ele os levou até o Lago Union, onde embarcaram em um hidroavião para subir a costa. Depois de um “pequeno almoço maravilhoso”, eles foram dar um passeio na praia e ele a pediu em casamento. “Foi absolutamente perfeito. Éramos apenas nós ”, diz Emma.

Planejar o casamento e fazer malabarismos com os cronogramas de ensaio e apresentação em tempo integral foi difícil, mas divertido, diz Price. “Na verdade, planejamos muito no início, o que foi ótimo, porque todo mundo estava dizendo que o último mês e meio foi uma confusão louca.”

spectacles de danse à dc
Balé do Noroeste do Pacífico

Bailarinas do Pacific Northwest Ballet corps de ballet Emma Love Suddarth e Price Suddarth em 'Lost in Light' de Margaret Mullin. Foto © Lindsay Thomas.

Então, em agosto de 2013, o dia do casamento finalmente chegou para os pombinhos. Mesmo que no dia anterior estivesse chovendo, o dia do casamento trouxe o sol ideal e temperaturas agradáveis ​​- perfeitos para um casamento no celeiro ao ar livre. “Fazia uns bons 70-72 graus e as flores estavam todas desabrochando e foi incrível”, diz Price. Os recém-casados ​​passaram a lua de mel alguns meses depois em Hana, Maui.

Emma admite que ainda está surpresa por ter se casado com outra dançarina. Ela diz: “Antes de conhecer Price, eu pensava que não havia nenhuma maneira de namorar outra dançarina. É um trabalho tão estressante e que exige tanto energia que você está sempre se dedicando a ele, e eu pensei que não seria capaz de lidar com namorar alguém vindo do mesmo ambiente. '

taplife

Mas agora Emma diz que é “uma das maiores bênçãos”. Ela explica: “É absolutamente maravilhoso estarmos presentes de maneiras que apenas outra dançarina poderia entender. Quando há frustrações ou empolgação, podemos entender em um nível diferente do que provavelmente faria um não dançarino. ”

Price concorda e descreve ainda mais a natureza única de seu relacionamento, dizendo: “Os desafios de dançar juntos profissionalmente também são os benefícios de algumas maneiras. Eles estão todos entrelaçados. ”

Ele explica: “Quando duas pessoas têm carreiras tão fisicamente envolvidas e demoradas, é meio abrangente. Temos seis horas de ensaio por dia e depois aula de companhia, que dura uma hora e meia. Portanto, temos o dia todo trabalhando. Além disso, você tem que fazer sua lição de casa quando for para casa - pensar nos balés, ir para a academia, etc. É uma profissão muito exigente, o que torna difícil até mesmo ter relacionamentos porque obviamente exige energia, pois Nós vamos.

Emma Suddarth em O Quebra-Nozes

Emma Love Suddarth com dançarinos no Kent Stowell / Maurice Sendak “Quebra-nozes”. Foto © Angela Sterling.

“Mas, por outro lado, você também tem alguém lá que entende o quão importante é e o que é exigido de você - física, emocional e mentalmente. Eles entendem e têm respeito pelo que você está passando. Embora ambas as nossas famílias nos apoiem muito a nós e às nossas carreiras, não há muito que eles possam compreender. Portanto, ter Emma e ter esse entendimento mútuo é uma bênção incrível. Poder voltar para casa e nem mesmo ter que falar dos nossos dias porque já sabemos e entendemos é libertador ”.

De forma bastante emocionante, os recém-casados ​​chegaram a dançar juntos em alguns programas, algo que poderia facilmente ser uma raridade em uma companhia tão grande como o Pacific Northwest Ballet. Além do curto Romeu e Julieta parceria, os pombinhos fizeram parceria em Margaret Mullin Perdido na luz em 2012 e mais recentemente, em um pas de deux de Jiří Kylián Pequena Morte .

“Em outubro passado, tivemos que fazer um pas de deux do Kylián's Pequena Morte . Além de ser um dos nossos balés favoritos, foi maravilhoso ensaiá-lo e tocá-lo juntos. Durante os ensaios, íamos para outro estúdio e trabalhávamos sozinhos nas coisas. Foi ótimo porque podemos ser muito francos e honestos uns com os outros de uma forma que não seja rude, mas que nos ajuda a nos conectar e trabalhar com mais eficiência ”, diz Emma.

danseuse isadora

O preço adiciona, “ Pequena Morte é individualmente nosso balé favorito. É simples, mas complexo ... verdadeiramente incrível. Eu nunca pensei que conseguiria tocá-lo, então foi incrível fazer uma das minhas partes favoritas em um dos meus balés favoritos com uma das minhas pessoas favoritas. ”

Os dois concordam que seria maravilhoso dançar juntos com mais frequência no futuro, admitindo que Romeu e Julieta seria um sonho tornado realidade. Recentemente, Price coreografou um trabalho para a vitrine de coreógrafos emergentes do PNB Próxima Etapa isso era abstratamente sobre seu relacionamento. Ele espera que eles possam tocá-lo juntos um dia. Eles também estão interessados ​​em hospedar-se juntos em várias empresas.

Preço Suddarth em

Price Suddarth (centro) com dançarinos da companhia PNB em 'Sum Stravinsky' de Kiyon Gaines. Foto © Angela Sterling.

le groupe bang

“É bom dançar com um parceiro que você sabe que quer que você tenha sucesso e que você também deseja ter sucesso - essa confiança torna o processo muito mais especial”, diz Price.

No geral, Emma e Price concordam que seu casamento não foi apenas uma bênção, mas também um catalisador. Além de torcerem uns para os outros, eles se empurram e se encorajam, não apenas para serem melhores dançarinos, mas também para serem pessoas melhores.

“Nós dois temos grandes objetivos e esperanças na dança. Nossos objetivos são basicamente ir o mais longe que pudermos aqui com o PNB. Amamos o PNB e somos muito abençoados por estar aqui ”, diz Emma. “Dos representantes que fazemos às pessoas com quem trabalhamos, é realmente um ótimo lugar para se estar ... No final das contas, só queremos crescer e nos expandir aqui e em tudo o que fazemos. Queremos estar constantemente avançando e não estagnar. ”

Parabéns Emma e Price! E boa sorte em todos os seus sonhos e empreendimentos de dança no futuro! Mal podemos esperar para assistir sua jornada! Para obter mais informações sobre Emma Love Suddarth e Price Suddarth, visite www.pnb.org .

Foto (topo): As dançarinas do corpo de balé do Pacific Northwest Ballet Emma Love Suddarth e Price Suddarth se casaram em 16 de agosto de 2013 em Bonney Lake, Washington. Foto © Corliss Photography.

Compartilhar isso:

coreógrafos emergentes , Emma Love Suddarth , Jiri Kylian , Perdido na luz , Margaret Mullin , Balé do Noroeste do Pacífico , Escola de Ballet do Noroeste do Pacífico , Pequena Morte , Price Suddarth , casal de balé da vida real , Romeu e Julieta , O quebra-nozes

Recomendado para você

Recomendado